terça-feira, 14 de agosto de 2012

Resenha #6 Vinte Poemas de Amor e uma canção desesperada (Pablo Neruda)

Saudações, queridos leitores!

Hoje gostaria de compartilhar com vocês mais uma de minhas leituras...




Quem nunca ouviu o famoso trecho: "Puedo escribir los versos más tristes esta noche...," de Pablo Neruda, é convidado a ler Vinte Poemas de Amor e uma canção desesperada. 
Neste livro de poemas, Neruda apresenta todo o seu romantismo para com a mulher amada. Através das passagens, nos transportamos para um lugar onde a natureza é testemunha de um amor saudosista e melancólico. A beleza  é ressaltada com a descrição da natureza, das estações e podemos imaginar a figura do eu-lírico apreciando o crepúsculo, testemunha de todo o sentimentalismo deste:

Los pájaros nocturnos ¹picotean las primeras estrellas
que ²centellean como mi alma cuando te amo. (p. 26)   
                                                
¹bicam
²cintilam

Soy el desesperado, la palabra sin ecos
el que lo perdió, y el que todo lo ¹tuvo. (p. 28)

¹teve


Lendo os poemas de Neruda, recordei-me um pouco da escrita de Vinícius de Moraes. O poeta faz uma relação do corpo feminino com a natureza e assim como Vinícius, Neruda também é um saudosista, um homem que canta a formosura de sua amada, a sua musa inspiradora, mas que, ao mesmo tempo, lamenta não poder tê-la ao seu lado:

Pero se van ¹tiñendo con tu amor mis palabras
Todo lo ocupas tú, todo lo ocupas. (p. 22)

¹tingindo

Porque en noches como ésta la tuve entre mis brazos,
mi alma no se contenta con haberla perdido.

Aunque este sea el último dolor que ella me causa,
e estos sean los últimos versos que yo le escribo.   (p. 66)

Nos versos acima, podemos perceber o ponto máximo da saudade e solidão do eu-lírico, como também do amor que ele concede à mulher que perdera, que está distante. É através de uma leitura simples, mas carregada de sentimentalismo que Pablo Neruda leva o leitor a participar de suas dores e alegrias.

É uma leitura muito interessante. Só o que tenho a destacar como ponto negativo é em relação a algumas palavras do espanhol para o português, que não foram tão bem traduzidas. No demais, recomendo! :)

Até a próxima!

Sabrina Sousa

Neftalí Ricardo Reyes Basoalto (conhecido pelo pseudônimo Pablo Neruda), foi um poeta chileno. Nasceu em Parral, a 12 de julho de 1904 e faleceu no dia 23 de setembro de 1973, na cidade de Santiago. Recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1971Veinte poemas de amor y una canción desesperada é uma de suas obras mais conhecidas.

REFERÊNCIA:

NERUDA, Pablo. Vinte poemas de amor e uma canção desesperada. - 23ª ed. - Rio de Janeiro: José Olympio, 2004


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente. Sua opinião é muito importante para o desenvolvimento do Blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...